Notícias

Reitoria negocia redução do reajuste “emergencial” da Unimed e lançará edital de licitação antes do final de março

Até a próxima terça-feira (19), quando se reúnem novamente,  UFSC e Unimed  pretendem chegar a um consenso sobre o percentual do reajuste a ser aplicado  “excepcionalmente”  -  até a conclusão da nova licitação em curso -  nas mensalidades do  Plano dos Servidores da UFSC. Quem informa é o diretor do Departamento de Atenção à Saúde (DAS), Paulo Eduardo Botelho.

“A UFSC está negociando com a Unimed para tentar chegar a um percentual plausível para esse reajuste excepcional para que não haja descontinuidade do serviço, o que seria uma calamidade”, diz Botelho, que participou na última quarta-feira (13) de reunião com a Unimed junto com o Reitor da UFSC, Ubaldo Cesar Balthazar, e a pró-reitora de Desenvolvimento e Gestão de Pessoas, Carla Búrigo.

A previsão da UFSC é concluir a licitação para o novo contrato de prestação do serviço de saúde até 1º de maio, diz Botelho.  Ele antecipa que o lançamento do edital de licitação está previsto para a semana que vai de 26 a 29 de março.

O percentual de 24,12% proposto inicialmente pela Unimed foi fortemente questionado pela Apufsc Sindical e pelo Sintufsc, que se reuniram no dia 8 de março com a Prodegesp para tratar do assunto.  Agora o percentual de reajuste está sendo novamente negociado com a Unimed. O plano tem cerca de 15.300 segurados entre professores, técnicos administrativos e dependentes e envolve um montante anual de cerca de R$ 100 milhões.

A Apufsc, como parte interessada no contrato por representar os interesses dos docentes, reafirma que não concorda com nenhum aumento abusivo e já sugeriu que a UFSC inicie estudos para implementar um sistema de auto-gestão, destaca o presidente, Bebeto Marques.

Segundo o diretor do DAS , a universidade deixou claro à Unimed na quarta-feira (13) que não aceita o percentual de 24,12% e argumentou pela redução do reajuste. Ele não especificou qual foi a contraproposta da UFSC. Várias empresas interessadas já procuraram a UFSC em busca de informações, segundo Botelho. O DAS já concluiu  a parte de instrução do edital de licitação e agora a Pró-Reitoria de Administração (Proad)  vai definir regras e critérios da concorrência.  

O reajuste a ser definido vai tramitar em regime de urgência na Administração da universidade e passará pela análise da Procuradoria Jurídica. A cobrança em caráter “excepcional” está prevista para o mês de abril, pois o contrato vigente expira em 31 de março. Para efeito de segurança, o termo aditivo de prorrogação do atual contrato com a Unimed tem validade de seis meses.


L.L.

Manchete

Reajuste será aplicado no mês de abril, até que a licitação seja concluída


Postado

14.março | 2019


Tags

Unimed


Imprimir


Compartilhar


15.março.2019 - 13:56

Lamentável. Ganham muito da UFSC e seus funcionários...é uma desonestidade vir com terrorismo a cada vez que se tem que negociar reajuste. E decerto os "poderosos gananciosos" que fazem isto estudaram gratuitamente na UFSC.

- ANGELA MARIA SOUZA BUENO

Filiar-se

Newsletter

(48) 99944.0103 (WhatsApp)
(48) 3234.2844 e 3234.5216 (Max & Flora)
(48) 3721.9425 e 3234.3187 (Campus Trindade)
(47) 99925-1735 (Joinville)
(49) 3241.4181 (Curitibanos)
(48) 3524.0228 (Araranguá)
(47) 3234.1866 (Blumenau)

 

© APUFSC Sindical

Designed & Created by: Hupx Tecnologia Powered by: Dynamicweb